29 de Dezembro de 2011

Presidente da Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide faz
um balanço positivo da temporada taurina mas admite que há razões para
os ganadeiros temerem o próximo ano.
1h00Nº de votos (1) Comentários (0)
Por:Joaquim Tapada

Correio da Manhã - Muitos ganadeiros dizem que criar toiros é um
negócio ruinoso. Como se justifica que não haja menos?
João Santos Andrade - Nos últimos anos o número de ganadarias
manteve-se, com algumas trocas de proprietário. Algumas espanholas
mudaram-se para cá, mas continuaram a lidar sobretudo em Espanha. Se
não fosse a grande afición e paixão, não tenho a menor dúvida que os
ganaderos diminuiriam muito.
- Quandos toiros e novilhos foram lidados nas praças portuguesas na
temporada de 2011?
- Foram lidadas 1611 reses: 1280 em corridas, 12 em novilhadas, 201 em
festivais e 118 noutros espectáculos.

- Como se compara com 2010?
- Existiu uma quebra, pois houve menos 24 espectáculos do que em 2010.
No entanto, importámos menos 35 toiros.
- A lide de toiros de ganadarias espanholas trouxe prejuízos aos
criadores portugueses?
- Este ano importámos cerca de 170 toiros. A crise reduziu muito o
número de espectáculos em Espanha, pelo que a exportação também foi
afectada. Exportámos 112 toiros quando deveriam ter saído 300.
- O bom comportamento dos toiros nacionais tem a ver com a
concorrência de Espanha?
- Os toiros portugueses sempre se portaram bem, tendo todos o anos
ganho concursos em Espanha e França. Já a maioria dos toiros
importados foi de má qualidade, pois alguns empresários procuraram o
barato em detrimento da qualidade.
- O novo regulamento, cuja publicação está para breve, irá prever a
reciprocidade com as ganadarias de Espanha, forçando a sua inscrição
na Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de Lide?
- Vai moralizar um pouco regras de reciprocidade que já deveriam
existir há muito tempo. Uma ganadaria portuguesa que pretenda lidar em
Espanha tem primeiro que se registar no Ministério do Interior, mas
para conseguir fazer esse registo precisa de estar inscrita numa
associação espanhola e ter a sua propriedade inspeccionada. Depois,
tem que se inscrever no Livro Genealógico Espanhol e ao fim de dois
anos destes registos todos, pode começar a lidar. À luz do regulamento
que está em vigor, uma ganadaria espanhola para lidar em Portugal
apenas necessita de atravessar a fronteira e trazer o certificado do
Livro Genealógico Espanhol. Não queremos dificultar a vinda de toiros
como nos fizeram a nós, mas necessitamos de ter conhecimento dos
animais que são importados. Para isso não necessitam de estar
inscritos na nossa associação mas apenas exigimos que sejam registados
no Livro Genealógico Português. Passa-se neste momento uma situação
inconcebível, há toiros nascidos em Portugal (portanto portugueses)
cujo proprietário é espanhol e que os serviços do Livro Genealógico
Português (propriedade da Direcção-Geral de Veterinária) não tem
conhecimento que existem.
- Quantas ganadarias existem neste momento e quantos animais estão
disponíveis em 2012?
- Existem 94 ganadarias e se o número de espectáculos se mantiver
haverá um excesso de animais pouco significativo. Vai depender muito
da relação entre a importação e a exportação.
- Quais são as perspectivas para 2012 no que concerne aos interesses
dos ganadeiros?
- Estamos apreensivos, pois a situação económica é grave e o aumento
do IVA nos bilhetes é preocupante.
PERFIL
JOÃO SANTOS ANDRADE nasceu há 58 anos na cidade de Coimbra, mas vive
há várias décadas em Almeirim, no Ribatejo. Casado e pai de duas
filhas, o empresário agrícola e proprietário da Ganadaria Prudêncio,
preside desde 1985 à Associação Portuguesa de Criadores de Toiros de
Lide, que representa os criadores desses animais.

publicado por Santos Vaz às 09:20

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
31


arquivos
2017:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2016:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2015:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2014:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2013:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2012:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


Contador

Contador de visitas Saúde
blogs SAPO